Portal do Agro
A SEMA quer acelerar o licenciamento ambiental de produtores rurais do estado | Foto: Philippe Gomes/GEA
Notícias

BASA e SEMA debatem desburocratizar licenciamentos e acelerar crédito rural

Da Redação

O Banco da Amazônia (BASA) reuniu na última segunda-feira, (24), com as Secretarias estaduais de Meio Ambiente (SEMA), de Planejamento e de Desenvolvimento Rural do Estado do Amapá para definir ações que impulsionam a aplicação do crédito rural no Estado.

O Amapá foi escolhido como Estado piloto para iniciar o processo de Análise Dinamizada do CAR (Cadastro Ambiental Rural) por meio de tecnologia, desenvolvida pelo Serviço Florestal Brasileiro (SFB), que possibilita a agilidade na análise do processo de regularização ambiental dos produtores do Estado.

De acordo com a Secretária da SEMA, Josiane Ferreira, o órgão já estava em processo de cadastro desde 2013, e em 2019, com base cartográfica e modernização, já passam de 7.700 propriedades cadastradas que serão analisadas dentro da nova ferramenta. “O Amapá é o pioneiro na regularização ambiental e com o TERRAs, o fundiário”, afirmou Josiane Ferreira durante a reunião.

Foram escolhidos os municípios de Ferreira Gomes/AP, Porto Grande/AP e Tartarugalzinho/AP para iniciarem a análise dinamizada. Nesta primeira etapa, os produtores rurais que tiverem o processo de análise do CAR aprovados terão possibilidades de acesso ao crédito.

O Superintendente Regional do Pará e Amapá, Edmar Bernaldino, apresentou as oportunidades de negócio que existem para produtores rurais a partir desta regularização ambiental. “O objetivo é identificar estes produtores e trabalhar em conjunto com a Assistência Técnica oficial do Estado os projetos e propostas de crédito para atender suas necessidades”, afirmou o superintendente.

O executivo Edmar Bernaldino, superintendente regional do BASA para os estados do Pará e Amapá | Foto: Reprodução

Ficou definido que ocorrerá uma próxima agenda com a presença dos demais parceiros já com o intuito de viabilizar os negócios para este grupo de produtores que tiverem a questão ambiental regularizada, e estimular os demais para que busquem também a regularização.

A reunião contou com a presença da Superintendência Regional do Banco da Amazônia, a Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Secretaria de Planejamento, Secretaria de Desenvolvimento Rural do Estado do Amapá e os gestores das agências de Santana e Macapá.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO:

Publicações Relacionadas

Livre de aftosa com vacinação, Amapá pode exportar rebanho, diz diretor da DIAGRO

Redação Portal do Agro

Coordenação da carreata do setor produtivo diz que manifestação alcançou seus objetivos

Redação Portal do Agro

Confira as opções de “Carnaval Rural” de algumas lideranças da agropecuária do Amapá

Redação Portal do Agro