Portal do Agro
A SEMA quer acelerar o licenciamento ambiental de produtores rurais do estado | Foto: Philippe Gomes/GEA
Destaque

BASA e SEMA debatem desburocratizar licenciamentos e acelerar crédito rural

Da Redação

O Banco da Amazônia (BASA) reuniu na última segunda-feira, (24), com as Secretarias estaduais de Meio Ambiente (SEMA), de Planejamento e de Desenvolvimento Rural do Estado do Amapá para definir ações que impulsionam a aplicação do crédito rural no Estado.

O Amapá foi escolhido como Estado piloto para iniciar o processo de Análise Dinamizada do CAR (Cadastro Ambiental Rural) por meio de tecnologia, desenvolvida pelo Serviço Florestal Brasileiro (SFB), que possibilita a agilidade na análise do processo de regularização ambiental dos produtores do Estado.

De acordo com a Secretária da SEMA, Josiane Ferreira, o órgão já estava em processo de cadastro desde 2013, e em 2019, com base cartográfica e modernização, já passam de 7.700 propriedades cadastradas que serão analisadas dentro da nova ferramenta. “O Amapá é o pioneiro na regularização ambiental e com o TERRAs, o fundiário”, afirmou Josiane Ferreira durante a reunião.

Foram escolhidos os municípios de Ferreira Gomes/AP, Porto Grande/AP e Tartarugalzinho/AP para iniciarem a análise dinamizada. Nesta primeira etapa, os produtores rurais que tiverem o processo de análise do CAR aprovados terão possibilidades de acesso ao crédito.

O Superintendente Regional do Pará e Amapá, Edmar Bernaldino, apresentou as oportunidades de negócio que existem para produtores rurais a partir desta regularização ambiental. “O objetivo é identificar estes produtores e trabalhar em conjunto com a Assistência Técnica oficial do Estado os projetos e propostas de crédito para atender suas necessidades”, afirmou o superintendente.

O executivo Edmar Bernaldino, superintendente regional do BASA para os estados do Pará e Amapá | Foto: Reprodução

Ficou definido que ocorrerá uma próxima agenda com a presença dos demais parceiros já com o intuito de viabilizar os negócios para este grupo de produtores que tiverem a questão ambiental regularizada, e estimular os demais para que busquem também a regularização.

A reunião contou com a presença da Superintendência Regional do Banco da Amazônia, a Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Secretaria de Planejamento, Secretaria de Desenvolvimento Rural do Estado do Amapá e os gestores das agências de Santana e Macapá.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO:

Publicações Relacionadas

“O próximo passo agora é certificar o país como livre da aftosa sem vacinação”

Redação Portal do Agro

Informe do Agro – Nova Lei Fundiária sancionada no Amapá viabilizará a economia do estado

Redação Portal do Agro

“Novo contexto da produção de grãos no Amapá”, por Juan Monteiro

Redação Portal do Agro