Portal do Agro
Foto: Israel de Fato
Artigos Destaque

A INCRÍVEL AGRICULTURA DE ISRAEL

Israel é um país de um pouco mais de 20 mil quilômetros quadrados, mas notório por sua capacidade de transformar condições adversas em oportunidades, pois tendo grande parte de seu território coberto por desertos, o país se destaca na agricultura, demonstrando como a inovação e a sustentabilidade podem impulsionar o agronegócio.

Uma das razões pelas quais o agronegócio israelense é tão bem-sucedido é o uso intensivo da tecnologia de ponta, a exemplo da agricultura de precisão, sistemas de irrigação avançados e monitoramento por satélite e outras tecnologias empregadas, permitindo a otimização dos recursos hídricos escassos e a produção eficiente de alimentos. Nesse sentido, ao se pensar no segredo da produtividade e sustentabilidade do país, comparativamente, enquanto o Brasil aplica 0,75% de seu PIB em tecnologia, Israel aplica mais de 5%.

Dada a falta de terra arável, Israel adotou a hidroponia e a agricultura vertical, possibilitando o cultivo de plantas sem solo, fornecendo os nutrientes diretamente às raízes em soluções aquosas. A agricultura vertical envolve o cultivo de plantas em camadas, economizando espaço, sendo uma técnica altamente eficiente em termos de recursos.

A água também é um recurso precioso em Israel, obrigando o país a investir significativamente em tecnologias de dessalinização, transformando água do mar em água potável. Além disso, sistemas de reciclagem de água possibilitam com que cerca 50% da água seja utilizada na agricultura seja de reuso, reduzindo o desperdício do recurso. Dessa maneira, Israel cultiva produtos agrícolas de alta qualidade, como frutas cítricas, azeitonas, abacates, e até mesmo flores. A ênfase na qualidade, em vez da quantidade, tem ajudado a criar um nicho de mercado para esses produtos.

O ecossistema empreendedor de Israel também desempenha um papel importante no surgimento de Startups e empresas inovadoras que trabalham em estreita colaboração com a agricultura tradicional para desenvolver soluções práticas e sustentáveis. Assim, apesar de seu tamanho relativamente pequeno, Israel é um exportador significativo de produtos agrícolas e tecnologia agrícola, e seus produtos chegam a mercados internacionais, muitas vezes com reputação de alta qualidade.

Israel é o lar de muitas startups (7,2 mil), e algumas são voltadas à tecnologia agrícola (AgTech), que chegam ao número de 675 empresas desenvolvendo soluções inovadoras para enfrentar desafios específicos da agricultura, como rastreamento de gado, gestão de colheitas e até mesmo o uso de inteligência artificial para prever condições climáticas. O governo investe, somente nas AgTech’s, mais de R$ 4 bi por ano para impulsionar cada vez mais a produtividade no agronegócio.

O país investiu pesadamente em pesquisa agrícola e, por meio de técnicas de melhoramento genético, desenvolvendo variedades de plantas mais tolerantes à salinidade do solo, à escassez de água e ao calor elevado, permitindo a expansão das áreas de cultivo de trigo, sorgo, milho e outras culturas, em solos anteriormente considerados inadequados.

Apesar de seu sucesso produtivo, Israel enfrenta desafios, como manter a gestão sustentável da água e a preservação do solo em um ambiente naturalmente hostil à agricultura e, por isso, o país continua a inovar e a buscar soluções para esses problemas, demonstrando um compromisso contínuo com a sustentabilidade.

DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO:

Publicações Relacionadas

Amapá investe em projeto para aumentar a produção de búfalos e fomentar a economia

Redação Portal do Agro

Confederação de Agricultura e Pecuária fará sabatina com ‘presidenciáveis’

Redação Portal do Agro

Docas de Santana opera embarque de 32 mil toneladas de milho com destino à China

Redação Portal do Agro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Nós vamos assumir que você está bem com isso, mas você pode optar por sair se quiser. Aceitar Ler mais

Política de Privacidade & Cookies