Portal do Agro
Lançamento do projeto de Comercialização do Peixe Popular, da Pescap | Foto: Márcia do Carmo
Destaque Notícias

Diretor da Casa do Agro defende que o pescado entre na cesta básica do amapaense

Cleber Barbosa, da Redação

 

O presidente da Associação dos Criadores do Amapá (ACRIAP), o empresário Jesus Pontes, representou a Casa do Agro em evento realizado nesta segunda-feira (26) para o lançamento do projeto “Peixe Popular”, que comercializa peixes a preço popular, e que será realizado pela primeira vez em nove municípios do Amapá durante a Semana Santa. Em seu pronunciamento, o dirigente defendeu que o pescado seja incluído também na cesta básica do amapaense que recentemente ganhou do Governo do Estado uma política de incentivos fiscais.

O programa estadual coordenado pela PESCAP, prevê que o quilo do pescado deva ser vendido por preço popular, nas cidades de Porto Grande, Pedra Branca do Amapari, Serra do Navio, Laranjal do Jarí, Vitória do Jarí Itaubal e Tartarugalzinho.

A previsão é de que cinco toneladas de pescado sejam vendidas em cada cidade, ressaltou o diretor da Pescap, Edson Franças, no período de 27 a 30 de março. A ação também será realizada em Macapá e Santana que fica há 17 quilômetros da capital.

A proposta surgiu da necessidade de evidenciar a cadeia produtiva do pescado do Amapá, dando destaque ao desenvolvimento econômico e estimulando a venda nessas regiões.

 

Fortelecimento

Jesus Pontes, presidente da Acriap, no evento da Agência de Pesca do Amapá

Falando ao Portal do Agro, Jesus Pontes disse que sugeriu a adoção de medidas que visem fortalecimento da iniciativa privada da cadeia produtiva do pescado, que precisa ser ainda mais valorizada. “Daí nossa sugestão para levar esse segmento para a Câmara Setorial de Produção de Alimentos, um colegiado multissetorial composto por instituições públicas e privadas ligadas ao desenvolvimento socioeconômico, onde poderemos por exemplo debater uma pauta fiscal também para o setor do pescado”, disse ele.

Por fim, Jesus Pontes acrescentou que vai levar outra sugestão para a adoção de medidas de incentivo, como a inclusão e fomento do setor do pescado nas compras governamentais, principalmente para o setor de alimentação escolar.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO:

Publicações Relacionadas

“Sucesso da soja não é fake news”, diz Pérsio Oliveira, especialista em direito agrário

Redação Portal do Agro

Câmara Federal aprova comercialização de alimentos artesanais de origem animal

Redação Portal do Agro

Jantar com produtores rurais marca lançamento da Potência Agrícola no Amapá

Redação Portal do Agro