Portal do Agro
Reunião foi realizada por videoconferência reunindo autoridades e lideranças do setor | Foto: Reprodução
Destaque Notícias

Em formato virtual, 13ª edição da Expogenética debate a reforma tributária

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e as entidades que integram o Conselho do Agro se reuniram, na terça (18), durante uma transmissão ao vivo na Expogenética, para debater uma série de temas como as propostas de Reforma Tributária do Executivo e do Legislativo e os impactos que trarão para o setor agropecuário. O encontro fez parte da programação da 13ª edição da Expogenética, promovida pela Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) de 13 a 23 de agosto. Este ano, diante da pandemia do Covid-19, o evento está sendo realizado totalmente no formato virtual.

O primeiro tema da reunião foi a Reforma Tributária e seus impactos. O Congresso Nacional e o governo estão debatendo atualmente três propostas: a PEC 45/2019, da Câmara, a PEC 110/2019, do Senado, e o Projeto de Lei 3.887/2020.

O presidente da CNA, João Martins, começou a reunião falando das ações e das análises técnicas, jurídicas e econômicas que a Confederação tem feito para informar os produtores, as Federações e os sindicatos, e até mesmo os parlamentares, sobre os impactos das várias propostas que foram apresentadas. “Precisamos de uma reforma justa, que simplifique o sistema tributário, e que não aumente a carga tributária”, afirmou.

Em seguida, Martins passou a palavra ao presidente do Instituto CNA, Roberto Brant, ao consultor da CNA, Nilson Leitão, e ao superintendente técnico, Bruno Lucchi, que trouxeram informações sobre o andamento das reformas no Congresso Nacional, traçaram cenários para o setor e para a sociedade e falaram do trabalho de esclarecimento que tem sido feito pela Confederação.

Para o presidente da ABCZ, Rivaldo Machado, o agro, que hoje é a base da economia do país, não pode ter uma carga tributária que não condiz com a realidade do campo. “Essa reunião foi uma oportunidade de reunir a CNA e as principais entidades para trabalhar e atender as demandas do setor”.

Os integrantes do Conselho do Agro também trataram de outros temas como a importância da rastreabilidade na pecuária e os projetos sobre melhoramento genético. “A rastreabilidade é o diferencial para conquistar novos mercados. O Sistema CNA/Senar tem trabalhado nesse tema. O êxito da agropecuária é que as entidades se unem para buscar um consenso do que é o melhor para o produtor”, afirmou João Martins.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO:

Publicações Relacionadas

Amapá quer ampliar compras da agricultura familiar para a alimentação escolar

Redação Portal do Agro

Faculdade rural do Amapá terá mais três cursos de engenharia da UEAP

Redação Portal do Agro

Amapá livre da aftosa aumenta competitividade da carne local, diz presidente da DIAGRO

Redação Portal do Agro