Portal do Agro
Destaque Notícias

Embrapa quer mostrar avanços de pesquisas durante visita do ministro da Agricultura ao Amapá

Os avanços das pesquisas de apoio ao controle e erradicação à mosca-da-carambola (Bactrocera carambolae (Diptera: Tephritidae) no Brasil, praga quarentenária com ocorrências nos estados do Amapá e Roraima, serão conferidos in loco pelo ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Blairo Maggi, durante visita à Embrapa Amapá nesta terça-feira, 5/12. No centro de pesquisas, localizado em Macapá (AP), o ministro conhecerá as instalações do prédio de Proteção de Plantas, onde funcionam o laboratório de entomologia (estudo dos insetos), a coleção de moscas-das-frutas, o laboratório de controle biológico e a sala de criação de inimigos naturais. Tecnologias usadas no controle químico e biológico de moscas-das-frutas, além de experimentos com novos atrativos também serão apresentados ao ministro da Agricultura.

Os estudos liderados pela Embrapa Amapá atendem demandas do Programa Nacional de Erradicação da Mosca-da-Carambola (PNEMC), coordenado pelo Ministério da Agricultura com o objetivo de promover pesquisa para segurança biológica e defesa zoofitossanitária da agropecuária e produção florestal brasileira. Entre os resultados obtidos está a lista de hospedeiros da mosca-da-carambola no Brasil, que é atualizada constantemente por meio da coleta de frutos silvestres e cultivados no estado do Amapá. Já foram registradas 21 espécies vegetais hospedeiras: caju, manga, taperebá, biribá, ajuru, Licania sp., acerola, muruci, araçá-boi, pitanga, goiaba, goiaba-araçá, ameixa-roxa, jambo-vermelho, carambola, sapotilha (sapoti), abiu, cutiti, tangerina, laranja-da-terra e pimenta-de-cheiro

A mosca-da-carambola é uma praga quarentenária com presença restrita aos estados do Amapá e Roraima, sob controle oficial do Ministério da Agricultura. Originária do sudeste asiático é considerada espécie invasora no Brasil, Suriname, República da Guiana e Guiana Francesa. No Brasil, foi registrada em 1996 em Oiapoque, município do extremo norte do Amapá.

Ministro da Agricultura, Blairo Maggi | Foto: Divulgação

Possível prejuízo – O Ministério da Agricultura estima que, se a praga ficar fora de controle no Brasil, poderá gerar um prejuízo potencial de US$ 30,7 milhões no ano inicial e de cerca de US$ 92,4 milhões no terceiro ano de infestação. Todo o esforço da parceria entre Mapa e Embrapa é concentrado para prevenir a entrada da mosca-da-carambola em áreas do Brasil produtoras e exportadoras de frutas, evitando assim prejuízos em torno de R$ 400 milhões anuais, no caso de as exportações de manga, laranja e goiaba serem suspensas, por exemplo. Apesar da importância dessa espécie para o agronegócio brasileiro, informações sobre a sua biologia e ecologia ainda estão sendo geradas, pois os estudos estavam concentrados nos hospedeiros. Diante disso, o projeto liderado pela Embrapa Amapá tem como objetivo elucidar os diferentes aspectos da biologia e dinâmica de populações de mosca-da-carambola no Brasil, para aperfeiçoar a técnicas de controle químico e biológico e assim sugerir formas de controle alternativos. Sua dispersão para outras regiões frutícolas nacionais poderá trazer sérias consequências não somente sob o ponto de vista econômico, como também ambiental, devido aos efeitos que as medidas de controle adotadas podem causar sobre os recursos naturais, organismos não-alvo e interações biológicas com espécies nativas.

A agenda do ministro Blairo Maggi em Macapá será iniciada no Sebrae, às 10 horas, onde participará com o governador Waldez Góes (PDT) de ações de incentivo à defesa agropecuária e da cerimônia de reconhecimento da Zona Livre de Febre Aftosa, com vacinação, no Estado do Amapá. Foram convidadas diversas autoridades, gestores e técnicos de instituições e empresas com atuação no segmento agropecuário do estado.

 

Dulcivânia Freitas, Embrapa Amapá

DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO:

Publicações Relacionadas

Amapá cresce nove posições no Ranking de Competitividade dos Estados Brasileiros, em 2016

Redação Portal do Agro

Campanha publicitária do Amapá premiada em evento da CNA em Brasília

Redação Portal do Agro

Aprenda a escolher a planta certa para os ambientes domésticos

Cleber Barbosa