Portal do Agro
Especialista fala dos hábitos alimentares do amapaense e ainda os melhores chazinhos na pandemia.
Gastronomia

Os melhores – e piores – acompanhamentos para o açaí nosso do dia a dia

Laura Machado, jornalista.

Em entrevista ao programa de rádio Café com Notícia, na Diário FM, o nutricionista e criador de conteúdo, Ytalo Ruan, falou sobre a alimentação natural e acessível, e também explicou sobre os ingredientes indispensáveis no prato do nortista. “Nas últimas décadas criou-se um estigma de que a nutrição é cara e impossível, que não é prazerosa e que não é para todo mundo, apenas para quem tem dinheiro para investir nisso. E estamos aí lutando contra esse preconceito. Poucas regiões no mundo são tão ricas quando as nossas terras, temos uma diversidade de legumes, frutas que só têm aqui, é importante que usemos isso ao nosso favor”, explica Ytalo.

No norte, mais especificamente no estado do Amapá, o açaí é um fruto que não pode faltar na mesa de um bom tucujú. Além de ser antioxidade, o ‘roxinho’ é uma ótima fonte de vitaminas. No entanto, o nutricionista destaca que é importante ter cuidado com os adicionais na hora de ingerir.

Acompanhamentos

O nutricionista e criador de conteúdos Ytalo Ruan | Foto: Joelson Palheta/DA

“O açaí é um alimento que temos que exaltar, só que às vezes as pessoas acabam colocando outras coisas dentro. O problema é fazer o pirão com muito açúcar e farinha, o que tira todo o potencial dele. O açaí é um alimento antioxidante, com muito ferro, além de ser energético e por isso ele ficou famoso fora do norte, por essa propriedade. Mas o ideal é tomar ele puro, sem açúcar e sem outros adicionais“, afirma.

“A grande questão do que vemos no prato do nortista é o açaí, sempre tem! E isso não é ruim não, o açaí é um alimento incrível, e sempre vem acompanhado de uma proteína. O brasileiro também consome muito o feijão e o arroz, mas acaba faltando nesse prato as leguminosas, as hortaliças, que são justamente as partes mais baratas na hora de compor uma refeição”.

Cultura do açaí

O nutricionista defende que a alimentação pode ser uma aliada no combate à doenças e até mesmo diminuir os impactos de algumas alergias como a rinite e a sinusite. Um estudo publicado na revista ‘The Lancet’ mostra que a alimentação inadequada é um fator de risco responsável pelo maior número de mortes pelo mundo. De acordo com a pesquisa, uma dieta ruim pode matar até mais do que o hábito de fumar. “Lutamos muito pelo básico. Não temos um momento para ir nas escolas, conversar, orientar. Muita doenças podem ser evitadas e podemos diminuir os riscos também”.

Enxaqueca

Diminuir o consumo de açúcar refinado é extremamente importante para evitar crises de enxaqueca. O excesso de histamina também é prejudicial e pode ser encontrado em alimentos como tomate, chocolate, vinho tinto e vários embutidos.

A cafeína também é muito perigosa para pessoas que tem crises de enxaqueca. Bebidas alcoólicas, assim como o excesso de sódio, também contribuem negativamente. O ideal é excluir da dieta qualquer tipo de tempero industrializado.

O que pode ajudar: Beber água, controlar o consumo de açúcar refinado, dar preferência a grãos, legumes e verduras. Magnésio é muito importante, e pode ser achado em itens como aveia, abacate e em folhas verdes escuras.

TPM

De acordo com o profissional, é interessante que seja reduzido o consumo de carne vermelha. Nesse período existe um aumento fisiológico de glutamato, e essas proteínas ajudam a aumentar ainda mais, isso resulta na vontade excessiva de comer doces, causando até mesmo irritabilidade, tudo por conta do aumento de glutamato. Se o fluxo menstrual for muito intenso, aconselha-se uma dieta mais vegetariana.

O sono também é muito importante. É nele que proteínas, antioxidantes e algumas vitaminas são melhores sintetizadas.

O que pode ajudar: chá de folha de amora, erva cidreira e camomila. Como fonte de triptofano (cacau 100%, abacate, aveia, grão-de-bico, castanha-do-pará, chia, chocolate 70%).

Pré-treino

Alguns alimentos que ajudam a acelerar o funcionamento do organismo e funcionam como vasodilatadores, podem ser indicados como um lanche antes da atividade física, estão inclusos na lista: açaí, beterraba e a cúrcuma. A preparação pode variar entre sucos e até vitaminas. “Centenas de estudos mostram o suco de beterraba como um complemento na alimentação de atletas”.

DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO:

Publicações Relacionadas

Público prova e escolhe melhor chocolate do Prêmio Brasil Artesanal

Redação Portal do Agro

Receita especial das montanhas leva prêmio Brasil Artesanal de Salame

Cleber Barbosa

Hoje é o Dia Nacional do Bolo de Cenoura, confira versões da guloseima

Cleber Barbosa