Portal do Agro
Destaque Notícias

Estudo do “leite” da castanha-do-brasil é apresentado em Congresso de Ciências

A Embrapa Amapá participa do XXVI Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia de Alimentos (CBCTA), evento realizado em Belém (PA), com a apresentação de um e-poster intitulado “Avaliação tecnológica da obtenção do extrato fluido da amêndoa da castanha-do-brasil”. O estudo faz parte das atividades realizadas no Laboratório de Alimentos e Biotecnologia deste centro de pesquisas, e teve como objetivo avaliar a elaboração do extrato fluido – ou “leite” – da castanha-do-brasil, por meio de processos simples e de baixo custo para comunidades produtoras amazônicas, agregando valor à cadeia produtiva da castanha-do-brasil.    

O e-poster foi apresentado no Congresso pela pesquisadora Valeria Saldanha Bezerra e pelo analista Leandro Fernandes Damasceno. Eles são autores do trabalho junto com Willyan Lucas Guilhermino da Silva, Walter Paixão Sousa e Fábio Rodrigues de Oliveira. Com relação à pesquisa, viabilizada com recursos do Programa Primeiros Projetos (PPP) da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amapá (Fapeap), os resultados apontam que o tratamento com NaOH 2% propiciou um rendimento de amêndoa despeliculada significativamente maior do que o processo manual, com um menor gasto visível de água necessária (não medida) para retirada da película pelo tratamento químico. O texto do e-poster acrescenta ainda que “o rendimento de extrato fluido ou “leite” de castanha foi superior estatisticamente quando a película da amêndoa foi retirada manualmente, podendo ser explicada pela maior hidratação devido ao maior tempo de exposição em água corrente”. As conclusões são de que a despeliculação química (NaOH 2%) de amêndoas de castanha-do-brasil desonera o processo em relação ao tempo, sem prejuízo à coloração do extrato fluido (”leite”), perceptíveis ao consumidor; e a despeliculação manual alcança um rendimento considerável, mas onera o processamento pelo tempo gasto na operação, sem prejuízo à coloração do extrato fluido (”leite”), perceptíveis ao consumidor.

O CBCTA é um evento tradicional da área de alimentos, promovido a cada dois anos pela Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos (SBCTA). É voltado para pesquisadores, gestores, professores, inspetores e profissionais de organizações que atuam na área de análise e avaliação da qualidade dos alimentos. Desde a sua criação em 1988, o CBCTA reúne os principais representantes da área que atuam diretamente nos órgãos governamentais e nas indústrias, além de pesquisadores, professores e estudantes de graduação e pós-graduação. Nesta edição, ocorre pela primeira vez na Região Norte, reunindo os participantes no Hangar Centro de Convenções, em Belém (PA).  

O tema do XXVI CBCTA é “O Uso Consciente da Biodiversidade: Perspectivas para o Avanço da Ciência e Tecnologia de Alimentos”. A programação consta de palestras, minicursos, sessão de e-posteres, degustação e debates onde serão discutidos os principais aspectos que visam a utilização plena da biodiversidade através de processos e tecnologias limpas e com baixo impacto ambiental com o intuito de desenvolver inovação e sustentabilidade na produção de alimentos seguros e de qualidade. O enfoque prioritário do evento, este ano, é parceria entre a indústria de alimentos e a área acadêmica e de pesquisa, com o intuito de estreitar os laços em prol da inovação e sustentabilidade na obtenção de alimentos seguros e de qualidade.
 

Fique por dentro do CBCTA.

Dulcivania Freitas (DRT-PB 1.063/96) 

Embrapa Amapá

DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO:

Publicações Relacionadas

Congresso Brasileiro de Agricultura de Precisão é adiado para julho de 2021

Redação Portal do Agro

Construção de terminal graneleiro no Amapá entra em fase de testes em simulador

Redação Portal do Agro

Aprosoja pede ao STF decisão sobre frete e acelera debate sobre Ferrogrãos

Redação Portal do Agro