Portal do Agro
Tecnologia para agronegócio vem tornando a atividade agrícola mais sustentável
Notícias

Gestão digital da fazenda gera economia de insumos e recursos naturais

A agricultura digital otimiza o trabalho no campo e ajuda a aumentar a produtividade das lavouras de uma forma mais rentável e sustentável. Isso porque uma gestão mais eficiente e efetiva gera economia de insumos e de recursos naturais como água, energia e áreas de plantio, além de propiciar manejos mais adequados ao meio ambiente e à sociedade. De acordo com a pesquisa “Agricultura Digital no Brasil – tendências, desafios e oportunidades, elaborada pela Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), entre as vantagens indicadas pelos agentes do agronegócio que utilizam tecnologia na agricultura, 32% apontaram que o uso de aplicativos e softwares otimizam o consumo de insumos como sementes, defensivos, fertilizantes, agentes de controle biológico e água.

O Farmbox, software de gestão que já monitora 1,6 milhão de hectares no Brasil, Bolívia e Paraguai, fornece informações do plantio à colheita, como mapas de infestação de pragas, frequência de monitoramento a cada talhão, pluviometria, agenda de aplicações, estoque de insumos, previsão de colheita e de custos de produção, de produtividade e rentabilidade total ou por talhão, entre outros. “O produtor ou gestor tem as informações na palma da mão e em tempo real. Todos que estão conectados à plataforma têm acesso aos dados gerados no campo, que são dispostos em relatórios para orientar as melhores tomadas de decisão”, explica o CEO da Checkplant/Farmbox, André Guerreiro Cantarelli.

Em um artigo publicado na Nature Sustainability, em abril deste ano, o professor Bruno Basso, do College of Natural Science da Michigan State University, e John Antle, professor de Economia Aplicada da Oregon State University, afirmam que a agricultura digital pode pavimentar o caminho para a sustentabilidade agrícola. “A integração de sensores, IA (inteligência artificial) e modelagem preditiva está atingindo um nível de precisão que pode ser usado para projetar caminhos para a sustentabilidade na agricultura”, afirma Basso.

De acordo com o professor, na agricultura digital é onde se cruzam agricultura, ciência, política e educação. “O que há de novo em tudo isso agora é que, como resultados de novas análises e avanços nas ciências agronômicas, temos um melhor conhecimento dos fatores que afetam a saúde e a produtividade das lavouras, e do porquê a produtividade da cultura varia dentro de um campo e de ano para ano.

Essa variação pode ser melhor administrada e, finalmente, levar a sistemas agrícolas mais sustentáveis porque os insumos necessários podem ser distribuídos com mais precisão e onde são necessários”, enfatiza Basso.Em relação ao controle de pragas e doenças, por exemplo, considerando-se riscos de perdas por infestações em torno de 30%, uma ferramenta que permita ao agricultor reduzi-las em 10% pelo aumento da agilidade e segurança na tomada de ação, pode evitar 3% de perdas gerais de produtividade. “Com isso, há casos em que o produtor consegue esperar para entrar com aplicações importantes e, no final da safra, pode economizar pelo menos uma aplicação de inseticida, além de poder fazer pulverizações localizadas”, explica Cantarelli.

O Farmbox investe ainda na integração com outras plataformas, pois o produtor precisa de facilidade para aproveitar a tecnologia, seja em relação a imagens, clima, maquinário, compras e sensores de campo, entre outros. “O futuro da agricultura, além de inteligência e integração, passa ainda pela democratização da agricultura digital, em um ambiente que fomenta a automação e comunicação entre consultorias e produtores grandes, médios e pequenos, para que todos possam aumentar resultados e níveis de sustentabilidade em cada hectare plantado”, relata o CEO.

DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO:

Publicações Relacionadas

Faculdade CNA inicia processo seletivo para cursos de graduação a distância

Redação Portal do Agro

Balanço social da Embrapa aponta importância do investimento em pesquisa agropecuária

Redação Portal do Agro

Cerimônia marca retomada do processo de regularização fundiária do Amapá

Redação Portal do Agro