Portal do Agro
Marcos Tavares é do Núcleo de Pesquisas Aquicultura e Pesca | Foto: Divulgação
Notícias

Pesquisador da Embrapa-AP está no ranking de cientistas mais influentes do mundo

Dulcivânia Freitas, Jornalista.

Dezesseis pesquisadores de 12 unidades da Embrapa estão entre os mais influentes do mundo, de acordo com estudo realizado pela Universidade de Stanford (Estados Unidos) e publicado no Journal Plos Biology. O estudo utilizou as citações da base de dados Scopus para avaliar o impacto dos pesquisadores ao longo de suas carreiras (de 1996 até o final de 2019) e durante todo o ano passado. Com relação ao critério de cientistas mais citados em suas áreas do conhecimento em 2019, o único da região Norte que aparece no ranking é o pesquisador Marcos Tavares Dias, da Embrapa Amapá.  

Marcos Tavares recebeu a notícia com grande alegria e entende que significa a consequência da dedicação e do compromisso junto com várias equipes de outros pesquisadores, acadêmicos e pessoal de apoio com quem ele atua há anos. “Foi uma satisfação quando vi os resultados desta pesquisa publicada no Plos Biology , pois todo pesquisador objetiva ver os resultados de seus estudos impactando em benefícios para a sociedade e principalmente que esses resultados estejam disponibilizados de forma cada vez mais acessível. Parabenizo a todos que se destacaram no ranking e também os que contribuíram de alguma forma para estes resultados”, afirmou Tavares.

Tavares atua em pesquisas de sanidade e parasitologia de peixes amazônicos, direcionados aos problemas sanitários na produção e tratamento de doenças. Também desenvolve estudos em ecologia de populações de peixes nativos de importância para a pesca e produção. Esses temas são amplos, mas o pesquisador tem focado os problemas sanitários no cultivo de peixes do estado do Amapá e tratamento antiparasitários químicos, principalmente contra monogeneas, um parasito que acomete peixes cultivados, bem como o uso de óleos essenciais e óleos fixos (fitoterápicos) amazônicos e cultivados no Brasil. Ele tem trabalhado ainda com descrição de novas espécies de parasitos em peixes amazônicos junto como estudantes de Mestrado e Doutorado.

O pesquisador ressalta que a Ciência nacional tem sofrido problemas de descrédito e falta de financiamentos, prejudicando o avanço tecnológico. “Essas dificuldades para obter recursos financeiros para os projetos de pesquisas e a enorme burocracia desviam tempo e foco dos pesquisadores de seus objetivos principais, ou seja, para atender a demandas do setor produtivo”, pontuou Tavares.

Saiba mais sobre o estudo da Universidade de Stanford (EUA) nesta matéria: https://www.embrapa.br/busca-de-noticias/-/noticia/57523253/16-pesquisadores-da-embrapa-estao-entre-os-mais-influentes-do-mundo

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO:

Publicações Relacionadas

Editorial do Estadão destaca o crescimento de municípios agropecuários

Redação Portal do Agro

Confederação de Agricultura e Pecuária fará sabatina com ‘presidenciáveis’

Redação Portal do Agro

Especialista relata trajetória do agronegócio no Brasil desde a década de 1970

Redação Portal do Agro