Portal do Agro
As chuvas podem ser intensas em várias regiões produtoras do Estado | Foto: TerraMagna
Notícias

Meteorologia prevê chuvas acima da média em algumas regiões produtoras

O Núcleo de Hidrometeorologia e Energias Renováveis do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Amapá (NHMET/Iepa) prevê chuvas para o mês de março acima da média aproximada de 400 milímetros em quase todo o Estado. Algumas regiões produtoras podem receber chuvas abaixo da média esperada. Além disso, os alertas de alagamentos continuam em todo o Amapá.

Segundo o meteorologista e gerente da Sala de Situação do Amapá (SSAP/NHMET), Jefferson Vilhena, são esperadas chuvas intensas em boa parte do Estado, podendo chegar a 530 milímetros em algumas regiões, incluindo Macapá e região metropolitana. A exceção deve ficar nos municípios do sul e na parte oeste do Amapá, onde pode chover abaixo do esperado.

O meteorologista alerta para a elevação dos níveis dos rios por conta da quantidade de chuvas que caíram nas cabeceiras dos rios. Em fevereiro, por exemplo, o município de Calçoene sofreu com alagamentos provocados pela elevação do rio Cassiporé.

“Serra do Navio é um dos municípios que pode sofrer com alagamentos devido a elevação do nível do rio Amapari por conta da grande quantidade de chuvas que caíram na cabeceira durante o mês de fevereiro. Outros municípios também podem sofrer com este problema. Além das chuvas, a alta das marés pode ocasionar alagamentos em vários pontos do Estado, incluindo Macapá”, alerta o meteorologista.

Fevereiro

O mês de fevereiro registrou 300 milímetros, ficando dentro da média esperada para o período. Os acumulados de chuvas variaram de 10 a 40 milímetros.

DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO:

Publicações Relacionadas

Agora é oficial: Amapá ajuda o Brasil a certificação de livre da aftosa com vacina

Redação Portal do Agro

Faculdade rural do Amapá terá mais três cursos de engenharia da UEAP

Redação Portal do Agro

Operação da Polícia Federal apura fraudes em regularização fundiária no Incra-AP

Redação Portal do Agro