Portal do Agro
Inscrições para a 3ª edição do curso online “O Mundo Islâmico” estão abertas | Foto: TangnamNews
Notícias

CNA e Fambras debatem oportunidades para o agro no mundo islâmico

Da Redação

O mundo islâmico representa hoje 25% da população mundial, o que corresponde a mais de 1,8 bilhão de pessoas. Segundo estimativas da BBC Monitor, os muçulmanos serão 10% da população da Europa em 2050 e o setor de alimentação Halal deve movimentar US$ 1,38 trilhão por ano até 2024.

São chamados “Halal” os produtos permitidos pela religião islâmica para o consumo dos muçulmanos. Halal é um padrão ético e moral de ações lícitas não só na alimentação, mas também no ambiente social, na conduta, na Justiça, nas vestimentas e nas finanças.

Pensando em como atender a crescente demanda por alimentos desse público, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e a Federação das Associações Muçulmanas do Brasil (Fambras) abriram as inscrições da 3ª edição do curso online “O Mundo Islâmico”, que este ano terá como tema “Ética e os Negócios com o Consumidor do Mundo Islâmico”.

O evento debaterá as oportunidades e os desafios para o agronegócio do Brasil nos mercados com população de maioria islâmica, em uma programação que trará a experiência de profissionais do setor privado, governo e academia.

É indicado para profissionais do setor agropecuário, do segmento agroexportador, funcionários do serviço público das áreas de comércio exterior e diplomacia, imprensa, academia e demais interessados no assunto.

Em quatro módulos, o curso abordará assuntos como a população muçulmana e suas particularidades, os desafios e diversificações para a exportação para os países islâmicos, a importância da certificação Halal e da cultura ESG – práticas ambientais, sociais e de governança – para o consumidor muçulmano, a cadeia logística e o processo de exportação.

Dados da balança comercial apontam que a receita das exportações brasileiras de bens agropecuários para os 57 países-membros da Organização para Cooperação Islâmica saiu de US$ 2,2 bilhões em 1997 para US$ 18,25 bilhões em 2020. Atualmente, o Brasil é o maior exportador mundial de carnes de bovinos e aves com certificação Halal e atende a mais de 50% desse mercado.

Café e frutas tropicais também começam a ganhar mais espaços nas gôndolas com produtos Halal – principalmente nos supermercados dos países do Oriente Médio. Outros produtos como açúcar, milho, soja e óleo de soja também fazem parte da pauta exportadora brasileira para a região.

Em 2021, o Brasil foi o 2º maior exportador de produtos agropecuários para os países muçulmanos, atrás apenas da Índia.

Encontros

Os quatro encontros (17 e 25 de agosto e 1º e 9 de setembro) acontecerão das 9h às 11h15. As palestras serão ao vivo por meio da plataforma virtual Zoom. As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas aqui.

Ao final, os participantes que tiverem 75% de presença na plataforma virtual do curso receberão um certificado expedido pela Academia Halal do Brasil.

A iniciativa tem apoio da Fambras Halal, Academia Halal do Brasil, Câmara de Comércio Árabe-Brasileira (CCAB), Conselho dos Embaixadores Árabes no Brasil, Instituto Brasil Logística e Instituto Brasileiro de Desenvolvimento de Relações Empresariais Internacionais (Ibrei).

DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO:

Publicações Relacionadas

Fundos de investimento podem aumentar produção e sustentabilidade

Cleber Barbosa

Editorial do Estadão destaca o crescimento de municípios agropecuários

Redação Portal do Agro

Visibilidade e rastreabilidade da pecuária aumenta chances de investimentos no setor

Cleber Barbosa

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Nós vamos assumir que você está bem com isso, mas você pode optar por sair se quiser. Aceitar Ler mais

Política de Privacidade & Cookies