Portal do Agro
Os técnicos capacitados atuam junto a agricultores de 13 comunidades do município | Arte: Bruno Barbosa/PA
Notícias

Correção e adubação agroecológica é tema de curso da Embrapa no Amapá

Dulcivânia Freitas, jornalista

Técnicos agrícolas da Secretaria de Agricultura do município de Macapá recebem treinamento técnico da Embrapa Amapá sobre “Solos amapaenses: correção e adubação em horticultura agroecológica e sistemas agroflorestais”, no período de 23 a 25 deste mês. “Os participantes são cinco técnicos que prestam assessoramento a agricultores familiares de 13 comunidades rurais de Macapá, localizadas nos distritos do Coração e Pedreira do Abacate”, afirmou o pesquisador Jorge Segovia, instrutor da capacitação.

A programação do curso, ministrado em metodologia de capacitação para agentes multiplicadores, inclui conhecimentos sobre os solos amapaense, desde as técnicas de análise físico-química, transformação de unidades, correção de solos, nutrição de plantas; nutrientes essenciais, absorção, funções e fontes, além de recomendações de adubação em horticultura e Sistemas Agroflorestais. Estão inscritos no curso os técnicos Antônio Renildo da Costa, Cícero Matias de Oliveira Picanço, Hubner Albuquerque Brazão, Mário Rodrigues Vieira e Michel Arimathéia Palmeirim.

De acordo com Jorge Segovia, a capacitação visa atender à parceria de cooperação técnica estabelecida entre a Embrapa Amapá e a Prefeitura de Macapá, voltada para implementar o Programa de Desenvolvimento Agrícola da Região Periurbana de Macapá e respectivos Distritos. Para o secretário municipal de Agricultura, Raimundo Costa, o curso “além de trazer uma relação institucional positiva com a Embrapa para o desenvolvimento socioeconômico do município de Macapá, nos motiva na transmissão de conhecimento para os agricultores”.

Multiuso

Esta capacitação técnica faz parte do Projeto “Valorização dos produtos florestais não madeireiros na Amazônia” (conhecido como Projeto Kamukaia), liderado pela pesquisadora Ana Claudia Lira Guedes da Embrapa Amapá, e com atividades executadas em várias Unidades da Embrapa na região Norte. O objetivo principal do projeto é promover o uso múltiplo de produtos da sociobiodiversidade nas comunidades agroextrativistas e o fortalecimento da economia dos produtos florestais não-madeireiros na Amazônia. O termo Kamukaia tem origem nas palavras de língua indígena Wapixana: kamuk e aka, que significam produtos da floresta.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO:

Publicações Relacionadas

Amapá quer priorizar a produção de alimentos na retomada econômica

Cleber Barbosa

Alunos de Engenharia Ambiental da UEAP têm aula prática no Cerrado Amapaense

Redação Portal do Agro

Agropecuária brasileira define posição a ser levada para a “COP Clima”

Redação Portal do Agro