Portal do Agro
Meteorologistas alertam para chuvas intensas em fevereiro | Foto: CanalRural
Notícias

Meteorologia aponta chuvas acima de 400 milímetros em fevereiro no Amapá

Da Redação

A chuva forte e intensa que caiu no início do mês, na área central da capital amapaense, se aproximou dos 50 milímetros em 1 hora. Segundo o Núcleo de Hidrometeorologia e Energias Renováveis do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Amapá (NHMET/Iepa), a chuva coincidiu com a maré alta, o que causou os alagamentos de ruas e avenidas do centro de Macapá. Mas isso também deverá atingir o interior, especvialmente municípios produtores.

De acordo com o meteorologista e gerente da Sala de Situação do Amapá (SSAP/NHMET), Jefferson Vilhena, a chuva daquela segunda-feira é um indicativo do que se pode esperar para o mês de fevereiro em todo o estado.

Os modelos climáticos apontam chuvas fortes e intensas principalmente para a região norte do estado que abrangem os municípios de Oiapoque e Calçoene, que podem ultrapassar os 400 milímetros. “O que temos observado nestes modelos climatológicos é que essas chuvas estão se concentrando nas cabeceiras das bacias, o que pode ocasionar o aumento no nível dos rios e consequentemente alagamentos em alguns municípios do estado”, alerta o meteorologista, apontando os municípios de Serra do Navio, Pedra Branca do Amapari e Ferreira Gomes, como possíveis locais de alagamentos neste mês.

O alerta de chuvas seguidos de alagamentos também serve para a capital e municípios da região metropolitana (Santana e Mazagão), além de Laranjal do Jari e Vitória do Jari. Segundo o meteorologista, são esperadas chuvas fortes e intensas este mês para estas regiões. “As nossas normalidades são chuvas fortes e intensas com um quantitativo muito alto, o que significa dizer que vai chover muito este mês nestes municípios”, destacou.

O meteorologista ressalta que as chuvas devem se estender até março, mês que atinge o pico das chuvas na nossa região. O período chuvoso deve se estender até maio, quando deve começar a diminuir.

Recomendações

As chuvas fortes e intensas previstas pra este mês podem provocar alagamentos em vários municípios do estado | Foto: GEA

Vilhena recomenda às pessoas que fiquem em casa durante as chuvas para evitar problemas com os alagamentos. Outra recomendação é que evitem jogar lixo nas ruas. O lixo jogado é levado pelas águas e acaba provocando o entupimento dos bueiros. Ele ressalta que se a casa do cidadão seja invadida pelas águas, que procure outra casa ou abrigo mais seguro.

Para o mês de janeiro eram esperadas chuvas de aproximadamente 300 milímetros, porém, o acumulado ficou nos 243 milímetros em grande parte do estado. Na região sul choveu acima dos 200 milímetros. Já a região centro-oeste acumulou índices acima dos 300 milímetros.

DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO:

Publicações Relacionadas

Falando pela CNA, economista defende a reestruturação da política agrícola do país

Redação Portal do Agro

Programação: Amapá e a grande Amazônia, aspectos regionais além fronteiras

Redação Portal do Agro

Pesquisador do INPA palestra em Macapá em seminário sobre conservação e agricultura

Redação Portal do Agro