Portal do Agro
Além do controle biológico, produto auxilia na promoção do crescimento da planta.
Destaque Notícias

Trichoderma tem ação nematicida, fungicida e promotora de crescimento em canaviais

O uso de controle biológico é uma tradição na cultura da cana-de-açúcar e vem apresentando crescimento tanto na variedade de produtos utilizados quanto em novas aplicações, como é o caso do Trichoderma harzianum. Inicialmente indicado como fungicida, atualmente já tem seu efeito nematicida reconhecido cientificamente e ainda auxilia na promoção do crescimento da planta.

De acordo com o Prof. Dr. Alexandre de Sene Pinto, o Trichoderma harzianum é um fungo multiuso, que tem como principal função o controle de doenças de solo, como Fusarium e Colletotrichum. “No solo, também repele e controla nematoides, fixa nitrogênio, transforma fósforo não-absorvível em absorvível pela planta, incorpora zinco e potássio às raízes, produz fitohormônios que melhoram as condições gerais das plantas, e ainda melhora a estrutura do solo”, explica.

Além de todas essas vantagens, o Trichoderma harzianum tem um melhor custo x benefício que outras formas de controle de doenças e até mesmo no plantio ou tratamento de soqueiras. “O fungo é uma alternativa natural e não influencia na saúde de pessoas, animais e na dinâmica do solo. E em época de preocupação com a emissão de gás carbônico, a produção e uso desse fungo mostra valores muito baixos”, explica.

Na comparação com outras alternativas de manejo, além da vantagem econômica do custo do produto e da aplicação, a performance do biodefensivo é superior, pois leva em conta a somatória de todas as melhorias promovidas, mostrando maior produtividade. “Dessa forma a rentabilidade do produtor de cana-de-açúcar é favorecida pelo uso do Trichoderma, pois ele oferece um custo menor com uma produtividade superior”, orienta Sene Pinto.

Sobre a Koppert:

A Koppert Biological Systems está presente no Brasil desde 2011, quando iniciou seus primeiros registros. Atualmente, conta com duas modernas instalações fabris: a unidade de microbiológicos, localizada na cidade de Piracicaba, e a de macrobiológicos na vizinha Charqueada, ambas no estado de São Paulo.

A empresa possui infraestrutura completa para atender à crescente demanda do mercado agrícola por defensivos biológicos, tornando a agricultura brasileira mais sustentável, saudável e em harmonia com a natureza.

Com processos produtivos padronizados, seguros e altamente tecnificados, garante confiabilidade e qualidade dos seus mais de 15 produtos. A empresa conta ainda com departamento próprio de Pesquisa & Desenvolvimento para aperfeiçoamento de tecnologias de controle biológico para a agricultura tropical.

DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO:

Publicações Relacionadas

Livre de aftosa com vacinação, Amapá pode exportar rebanho, diz diretor da DIAGRO

Redação Portal do Agro

Empresário Marino Franz, da Fiagril, profere palestra em Macapá.

Redação Portal do Agro

Conclusão da BR-163 e o escoamento do Centro-sul ao Porto de Santana

Redação Portal do Agro